Como montar uma loja virtual de roupas?

como montar uma loja virtual de roupas

Como montar uma loja virtual de roupas?

O mercado de moda online tem crescido de forma acelerada. Tanto que, entre 2011 e 2016, passou da 6ª posição para a 1ª no ranking quando se considera o volume de pedidos realizados, superando segmentos como eletrodomésticos e telefonia. O que é uma boa notícia para aqueles que são apaixonados pelo mercado e possuem vontade de montar um negócio um negócio online.

Ao contrário das lojas de roupas tradicionais, a grande vantagem de ter um negócio online é que os custos iniciais são muito mais baixos. Não é necessário que você alugue e organize um espaço, você não precisa contratar funcionários (pelo menos não inicialmente). Neste texto, apresentamos alguns dos principais passos para que você monte sua loja de roupas online.

1 – Crie sua marca

O nome do seu site ou negócio deve ser fácil de lembrar e não deve ser particularizante demais, ou seja, não deve especificar um determinado tipo de peça ou estilo de roupa (a não ser, é claro, se você pretende vender apenas um determinado tipo de peça ou estilo). A ideia é que o nome dê aos clientes uma noção geral do que ele deve esperar encontrar ao entrar no seu site. Certifique-se também de que seu nome de marca está disponível como um domínio.

Além do nome, você também precisa pensar na identidade visual da sua empresa. Para isso, você pode contratar uma agência ou um profissional freelancer, vai depender do seu orçamento.

2 – Desenvolva um Plano de Negócios:

Que tipo de roupa você vai vender? São criações suas ou de outros fornecedores? Você conhece seu público alvo? Como você vai enviar seu produto para os clientes? Essas são algumas das perguntas básicas que precisam ser respondidas antes de começar o negócio. E a melhor forma de responder essas perguntas é através da elaboração de um plano de negócio.

Basicamente, um plano de negócio se divide em três partes. A primeira dela se refere ao conceito do negócio, é nela que você deve discutir sobre o cenário do setor no qual seu empreendimento se enquadra, sobre o serviço ou produto propriamente dito, sobre a estrutura do negócio, a missão, a visão, os objetivos. Na segunda parte, você deve focar no mercado do negócio, na descrição de quem são os seus consumidores potenciais e o comportamento de compra desse público-alvo.  Nesse ponto, você também vai tentar analisar a sua concorrência e como se posicionar para vencê-la. A terceira, e última parte, é dedicada às finanças no seu negócio. Deve conter sua rede, o fluxo de dinheiro, custos, projeções de vendas, etc.

3 – Determine o Domínio, a Hospedagem e a Plataforma da sua loja  

e-commerceOs procedimentos para registro de um domínio dependem de cada país. No Brasil, basta acessar o site Registro.br e fazer seu cadastro. Feito isso, é hora de contratar um serviço de hospedagem para seu site. Algumas das principais opções são: HostGator, eHost e BlueHost.

Com domínio e hospedagem prontos, o passo seguinte é construir um site. A opção mais cara (e mais demorada) é construir totalmente um site, para isso, é preciso contratar um especialista em web designer. Uma alternativa econômica é escolher um serviço de construção de comércios online como, por exemplo,  Wix Ecommerce e Shopify. Uma das vantagens de optar por serviços desse tipo é muitas dessas plataformas já oferecem modelos visuais próprios para seu site.

4 -Adicione informações básicas sobre o seu negócio:

É importante que o seu site tenha, pelo menos, as seguintes sessões: Sobre nós, Ajuda e Contate-nos. Na sessão ajuda, você deve colocar informações sobre como comprar, como fazer trocas e devoluções, formas de pagamentos, acompanhamento e pedidos, etc.

Todo este trabalho pode levar muito tempo inicialmente, mas vai economizar muito tempo depois, e até mesmo poupar você de clientes infelizes.

5 – Pense sobre a Gestão do seu estoque

O maior problema que as empresas têm ao vender online é gerenciar seu estoque, e uma forma de facilitar esse controle é optar por um sistema de gerenciamento. O sistema ajuda a acelerar o processo de receber e cumprir as ordens e reduzir erros.

Plataformas como o Shopify, por exemplo, oferecem duas opções para o vendedor. A primeira delas encerra as vendas quando um produto é esgotado. A segunda, permite que as compras sejam feitas mesmo depois do fim do produto. É ainda possível optar por um método ou outro para cada produto.

6 – Estabeleça a presença da sua loja nas redes sociais

Atualmente, ter presença online é vital para quase todo tipo de negócio e a melhor forma de chegar ao público é através das redes sociais. A maior vantagem das redes sociais como canal de marketing é a sua capacidade de distribuir conteúdo e links para um público amplo – e cada vez maior, se você souber como construir seus seguidores. Uma ação, postagem, artigo, etc pode, instantaneamente, trazer centenas ou milhares de novos internautas.  

Crie contas nas principais redes sociais de interesse do seu público (Facebook, Instagram, Twitter) e use-as para levar conteúdos relevantes, promoções e lançamentos da sua loja para os clientes em potencial.

Gostou das dicas? Então agora é a hora de colocar a mão na massa e construir o seu negócio de sucesso!


Veja Também:
Como montar uma empresa de criação de sites
Hospedagem de site dá lucro?

Pesquise aqui, no BUSCADOR DE ARTIGOS

5 thoughts on “Como montar uma loja virtual de roupas?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *